Imagen

“Precisamos mudar o cérebro do nosso país porque ele esta matando”

Depoimento de Anastácio Peralta, indígena guaraní kaiowá da aldeia do Panambizinho, Dourados, Mato Groso do Sul durante o VI Congresso do MST em Brasília.

“Lutadores e lutadoras, pessoas de outros países, que têm solidariedade à causa indígena, principalmente com o povo Guarani, que passam por momentos difíceis, que como diz o poeta, envenenaram nossa água, cortaram nossas árvores, queimaram nossos troncos, mas não conseguiram destruir nossas raízes. Então, por isso estamos vindo aqui para falar agora dessas dificuldades que o povo indígena vem sofrendo nesse momento nesse país.
Um boi custa bem mais que uma criança indígena nesse país. Então precisamos mudar o cérebro do nosso país porque ele esta matando. Não vai matar só índio não. Sabe como e que mata? Em 1988, antes, 1970, começou a luta pela Constituição Federal e hoje estão querendo tirar todos os nossos direitos , principalmente o direito das causas indígenas e das causas sociais. A demarcação, eles tão querendo passar para o Congresso Nacional e se passar para o congresso nacional nunca mais vai ter demarcação de terra, porque o Congresso é onde tem os maiores latifundiários do Brasil.

Então, a gente precisa mudar essas terras desse país para pôr pessoas como nós da roça, do campo e precisamos lutar por este país.

Agora eles matam por decreto. Hoje eles estão querendo tirar o nosso direito da Constituição federal que foi construída por nossos povos, indígena, quilombolas, o MST. Hoje estão querendo assassinar a nossa Constituição brasileira, com decreto de portaria, principalmente o Congresso Nacional, porque hoje nós fomos lá e fomos tratados como pessoas indígenas que invadiram essa terra, mas é o contrário foram eles que invadiram a terra brasileira.”

Eu acredito na possibilidade de um povo como nós, da luta, da solidariedade, do bom viver, e ser feliz. Eu sempre falo que a pessoa bem alimentada com comida bem preparada eles conseguem ser mais felizes.

Os latifundiários são os que mais mata nós estão querendo matar a constituição, estão matando nós envenenado. Precisamos mudar o cérebro deste país porque só nós podemos mudar. Não podemos deixar assassinar a Constituição brasileira.

Terra pra nós é mãe. Terra não é para negócio. Terra é para plantar, se alimentar e ser feliz. Devemos valorizara como mãe, que a través dela come, bebe, mora e fica nela.

Responder

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión / Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión / Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión / Cambiar )

Google+ photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google+. Cerrar sesión / Cambiar )

Conectando a %s